MésonPi Pré-Vestibular
Fashion

Como passar no vestibular...

Quando terminei meu ensino médio eu não sabia que o vestibular era algo tão complicado. Confesso que sempre fui um aluno um tanto displicente no meu ensino médio, porém nunca reprovei uma série. O vestibular é cruel e impiedoso, não perdoa falhas e despreparo. Foi aí que começou meu mundo de pré-vestibular. Ao chegar no cursinho, fiquei deslumbrado com as aulas dinâmicas, divertidas, e focadas no conteúdo. Uma coleção de apostilas onde eu encontrava os assuntos sequênciados e com exercícios adequados para uma preparação eficiente. A aula se iniciava 07:30 e terminava 13:00, voltava para minha casa almoçava e tirava uma soneca. Começava a estudar umas 15:30 e ia até umas 19:00, quando derrepente chegou a segunda apostila e eu não tinha passado da metade da primeira. Foi aí que eu me deparei com meu primeiro desespero neste mundo novo. Eu precisava de ajuda. Passei a estudar no próprio cursinho e tinha um ritmo de 7 horas de estudo diárias. Aumentei minha nota ao final do primeiro semestre em 60%, foi algo fantástico, porém insuficiente para passar no curso de biologia (Fator 1).

 

No próximo semestre comecei a virar o aluno profissional, assistia todas as aulas, participava das monitorias, laboratório de redação e fazia todos os simulados. Aumentei substancialmente meu conhecimento quanto ao conteúdo e também melhorei minha dinâmica de provas. Porém a cobrança pela aprovação aumentava a cada dia, era algo quase incontrolável. Passava noites em claro, preocupado com uma posível não aprovação, pois o fato de ter que voltar para o cursinho me deixava aflito e isto foi fator cruscial para me derrubar na prova após o segundo cursinho (Fator 2). Minha nota caiu assustadoramente. Foi um desastre. Eu não conseguia controlar meu tempo, parecia que a prova tinha sido elaborada por uma pessoa que sabia todas as minhas falhas e eu já tinha certeza que iria fracassar.

 

Quando voltei para o cursinho para fazer o terceiro semestre, me bateu uma decepção. Era difícil aceitar as pessoas passando e eu ficando de fora. Porém um amigo meu me falou uma frase que até hoje faz parte de minha vida: "relaxa.... vestibular tem todo semestre, e você não vai morrer por causa disto". Esta frase me fez ver o óbvil. Eu estava no caminho certo, era uma questão de tempo (Fator 3).

 

O terceiro semestre de cursinho foi onde comecei a ver que mais do que me desesperar o que eu teria que fazer era entender o processo como um todo. Passar no vestibular é um processo que envolve algumas técnicas.

 

O Fator 1 corresponde a uma organização e disciplina nos estudos. A primeira coisa que se necessita saber é qual o tempo disponível para estudar e montar um cronograma de estudos importante para ser cumprido. Digamos que você tenha disponível 30 horas por semana para estudar, fora as aulas que você deve assitir, caso esteja matriculado em um curso preparatório. Fato importante é saber qual o peso da disciplina. Segue um modelo que monto genericamente para a maioria dos meus alunos:

 

Literatura (2)

Gramática (2)

História (2)

Geografia (2)

Filosofia (1)

Artes (1)

Música (1)

Sociologia (1)

Redação (1)

língua estrangeira (1)

Matemática (6)

Física (5)

Química (4)

Biologia (4)

 

Fazendo um cálculo proporcional (1/33*30*60) onde 1 é o peso, 33 o número total dos escores das disciplinas, 30 o número de horas de estudo e 60 a quantidade de minutos em horas, chegamos ao cálculo de que cada escore corresponde a 81 minutos de estudo. Sendo assim, literatura contaria com 162 minutos por semana e matemática 486 minutos por semana.

Estes horários precisam ser cumpridos com 90% de exatidão, pois os vestibulares atualmente procuram candidatos uniformes. Sendo assim, cuidado com novos compromissos que são assumidos, para que não sacrifique os horários de estudo. Cuidado para não se transformar no aluno "sanfona" que hora aumenta seus conhecimentos em uma disciplina, hora aumenta na outra.

 

O Fator 2 corresponde ao equilíbrio emocional. Neste quesito, muitas vezes precisamos de ajuda profissional na psicologia e também na psiquiatria. Sim, ansiedade, depressão e distúrbios do sono são sempre presentes na vida do vestibulando. Se você acha que necessita de atendimento profissional, procure o mais rápido possível, este é o meu conselho. Não adianta ficar escondendo os problemas para si próprio, pois eles nunca serão solucionados assim. Tive que enfrentar meus medos, defeitos e adversidades sozinho. Se tivesse tido ajuda, com certeza teria tido sucesso mais rápido. Saiba que o cérebro é um orgão que precisa de tempo para fazer novas sinapses e armazenar conhecimento. Se alimentar bem, dormir bem e ter tempo para lazer são fundamentais para que o cérebro não entre em colapso. Seja honesto com você mesmo e respeite seus limites.

 

O Fator 3 é mater a esperança e a auto estima. Acreditar que é possível é o primeiro passo para a vitória. Saber que seus limites podem ser ultrapassados é primordial para que você tenha sucesso. No vestibular, a sorte só está do lado dos mais bem preparados. Saiba que muitas vezes o tempo é importante para que possamos nos qualificar e conseguir conquistar nossos objetivos. Quando um alpinista quer chegar ao topo do monte Everest ele precisa passar por vários testes e vários aprendizados. Saiba que passar no vestibular em uma universidade pública é para poucos e que muitas vezes precisamos aceitar nossas derrotas. 


No vestibular, a sorte só está do lado dos mais bem preparados!

Este artigo é apenas um esboço do que podemos desenvolver e podemos melhorar. Vale a pena buscar cursos onde ensinam técnicas de estudo e concentração. Porém existem técnincas que facilitam, mas não existe milagre para a aprovação.

 

O caminho não é fácil, porém a vitória é certa, se os mecanismos corretos forem usados. Sempre digo que, no vestibular, a sorte só beneficia os mais bem preparados! Você pode tirar dúvidas comigo pelo email: socrates.mesonpi@gmail.com . Será um prazer compartilhar conhecimento com você.

 

Artigo escrito por Dr. Sócrates S. Ornelas

Biólogo formado pela Universidade de Brasília (UnB)

Mestre em patologia molecular (UnB)

Doutor em Patologia Molecular (UnB)

Atualmente cursa o 4º ano de medicina na ESCS do Distrito Federal.

Pré-Matrícula

Faça sua pré-matrícula e garanta descontos e fique informado sobre todas as nossas promoções, prazos e início das turmas. Em 2017 queremos você aprovado nos vestibulares mais concorridos do país. Venha fazer parte do time que já tem milhares de alunos nas melhores universidades do Brasil.

Fashion

Seja mais um aprovado! Seja mais um vencedor! Esperamos você para esta nova jornada que é entrar na universidade. Temos o melhor curso, com os melhores professores e uma inovadora metodologia de ensino. Nos faça uma visita e garanta a sua vaga nas próximas turmas que se iniciam. Se for fazer o concurso de bolsas... Boa Prova e que possamos estar juntos nesta nova saga de campeões!

MésonPi Pré-vestibular

ad banner